Qual a melhor maneira de alimentar o Sistema de CFTV? Ligando cada câmera em uma fonte individual ou com uma única fonte com amperagem maior e suficiente para alimentar todas as câmeras?

Esta é uma pergunta que divide muitos profissionais de segurança eletrônica a bastante tempo, cada tipo de alimentação tem sua peculiaridade e custos.

A alimentação é um dos pontos cruciais que vai garantir ou não a qualidade do CFTV, sem uma alimentação correta o sistema de CFTV fica suscetível a vários problemas, alguns deles bem conhecidos por quem trabalha com segurança eletrônica. Sistemas de CFTV que desligam no momento que é ativado o Infravermelho ou com interferências geralmente são falhas relacionadas a alimentação.

Vamos agora conhecer um pouco mais destes dois tipos de alimentação de CFTV, individual e centralizado.

Alimentação individual para CFTV

Alimentação individual é uma das maneiras mais simples para alimentar uma câmera de CFTV, uma das vantagens deste tipo de alimentação é dedicar uma amperagem correta para cada câmera.

Porém sabemos que o CFTV ainda está longe de ser uma prioridade no processo de projeto e construção de imóveis, para que seja usada fontes individuais de maneira adequada é necessário que exista alimentação elétrica em todos os pontos onde serão fixadas as câmeras e isso na maioria dos imóveis não existe.

Solucionar a falta de pontos de energia pode acarretar gastos com eletricistas para puxar novos pontos de energia, este custo a mais muitas vezes pode encarecer projetos e inviabilizar fechamento de negócios.

Uma outra maneira de resolver o problema de alimentação é o próprio profissional de CFTV ampliar a rede elétrica e levar  alimentação mas isso não é indicado a não ser que o profissional de CFTV tenha conhecimento e qualificação para tal tarefa. Mesmo o profissional de segurança eletrônica tento qualificação para serviços de eletricista isso pode ser moroso não compensar financeiramente.

Se pode existir um gasto maior a infraestrutura elétrica também é possível que seja economizado com o cabeamento já que cabos que não levam alimentação geralmente custam menos.

Alimentação Centralizada

A alimentação centralizada surgiu para eliminar alguns problemas que eram constantes em instalações de CFTV, como o problema que vimos da falta de infraestrutura elétrica.

Alimentar o sistema de CFTV com uma única fonte mais potente da liberdade para o instalador de CFTV para que não se limite e instale as câmeras nos locais de real necessidade do cliente sem ser limitado pela alimentação.

A agilidade de usar alimentação centralizada pode ser um diferencial do profissional de CFTV, que vai conseguir em suas propostas profissionais ter um prazo de entrega menor que seus concorrentes.

Além de liberdade para posicionar as câmeras e agilidade na instalação o aspecto mais importante da alimentação centralizada é a segurança do CFTV, essa segurança é ampliada com a possibilidade de uso de um Nobreak que vai garantir o funcionamento do CFTV em momentos de falta de alimentação.

E você profissional de CFTV qual é a melhor maneira que encontrou de alimentar seus projetos? Quais obstáculos fazem você optar por um ou outro tipo de alimentação? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *